skip to Main Content
Hospital Maringá | Grupo NotreDame Intermédica

Farmácia

Farmácia

Farmácia Clínica

O Hospital Maringá conta com a Farmácia Clínica, uma área da farmácia voltada à ciência e prática do uso racional de medicamentos, na qual os farmacêuticos prestam cuidado ao paciente, de forma a otimizar a farmacoterapia, promover saúde e bem-estar e prevenir doenças.

O principal objetivo da Farmácia Clínica é contribuir para o uso racional dos medicamentos e a otimização da farmacoterapia, promovendo o cuidado farmacêutico centrado no paciente e pautado na humanização das ações.

As atividades da Farmácia Clínica são:

Revisão farmacoterapêutica da prescrição

A revisão farmacoterapêutica compreende um serviço pelo qual o farmacêutico clínico analisa, de forma estruturada, os medicamentos em uso pelo paciente com a finalidade de aumentar a segurança na prescrição, utilização de medicamentos, monitorização, resultados terapêuticos, indicação farmacológica dos medicamentos prescritos; dose e posologia dos medicamentos prescritos, de acordo com função renal, exames laboratoriais e condição clínica, via de administração; interação medicamentosa (medicamento x medicamento; medicamento x alimento); análise de administração de medicamentos via sondas enterais, gástricas e ostomias; incompatibilidade físico-química de medicamentos administrados em mesma via, acompanhamento do tempo de tratamento com antimicrobiano e exames microbiológicos, entre outras.

Conforme a Resolução Nº 585 de 29 de agosto de 2013, aprovada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), o farmacêutico tem autonomia para reaprazar um medicamento, inserir ou modificar reconstituições e/ou diluições e suspender um medicamento, sempre com autorização do médico assistente devendo comunicar a enfermagem da adequação realizada.

Reconciliação Medicamentosa

A entrevista de Reconciliação Medicamentosa é realizada pelo profissional farmacêutico. A reconciliação de medicamentos é um processo que está incluso no ciclo de assistência farmacêutica e compreende a obtenção de uma lista completa precisa, e atualizada dos medicamentos de uso próprio que cada paciente utiliza em casa (incluindo nome, dosagem, frequência e via de administração) e comparada com as prescrições médicas.

No processo de reconciliação medicamentosa, se os medicamentos que o paciente faz uso continuo forem padronizados estes podem prescritos e fornecidos pela instituição, e medicamentos forem não padronizados confrome Politica Institucional pode ser solicitada a utilização dos medicamentos domiciliares do paciente.

Orientações ao paciente

• Comunique sempre a equipe multiprofissional o uso de qualquer medicamento durante a internação ou procedimento, inclusive vitaminas e fitoterápicos (medicamento produzido a partir de vegetais ou plantas medicinais);

• Sempre traga ao hospital a lista ou seus medicamentos de uso habitual para serem avaliados pela equipe multiprofissional;

• A automedicação em ambiente hospitalar pode trazer consequências graves. O uso inadequado de medicamentos pode anular ou potencializar o efeito do outro, além do risco de omissão de dose ou duplicidade na administração, podendo acarretar danos a sua saúde. Converse com seu médico e tome apenas os medicamentos autorizados durante a internação.

Suporte para equipe multiprofissional

São prestadas informações técnico-científicas sobre medicamentos a equipe multiprofissional do Hospital Maringá.

 

Arquivos para Download

Hospital Maringá | Grupo NotreDame Intermédica
Hospital Maringá | Grupo NotreDame Intermédica
Hospital Maringá | Grupo NotreDame Intermédica
Back To Top